Buscar
  • Fred Di Giacomo

Bibliografia doutorado

Atualizado: Mai 10

  • ANDRADE, Fabio Cavalcante de. A Poesia Brasileira Contemporânea e a Tradição: Um diálogo crítico e criativo através de Micheliny Verunschk e João Cabral de Melo Neto, Recife: Eutomia - Revista de Literatura e Linguística, UFRPE, 2012

  • AZUL, Carolina Serra. A fome e o sonho: o olhar de Glauber Rocha sobre a obra de Guimarães Rosa, Rio de Janeiro: Terceira Margem, v. 15, n. 24, 2011, p. 109-126 BERTH, Joyce. “Empoderamento”. São Paulo: Sueli Carneiro/Pólen, 2019

  • BLOOM, Harold. The Anxiety of Influence: A Theory of Poetry. New York: Oxford University Press, 1973; 2d ed., 1997

  • BLOOM, Harold. The Western Canon: The Books and School of the Ages. New York: Harcourt Brace, 1994.

  • BLOOM, Harold. “Cormac McCarthy: Meridiano de Sangue” em Como e por que ler, Rio de Janeiro: Ed. Objetiva, 2000

  • BLOOM, Harold (Org.) One Hundred Years of Solitude (Bloom's Modern Critical Interpretations) (English Edition), London: Chelsea House Pub (Library); Edição: 1 New (1 de março de 2009)

  • BORGES, Jorge Luis. História Universal da Infâmia (1935), Tradução:Davi Arrigucci Jr. São Paulo: Cia das Letras, 2012

  • CARPEAUX, Otto Maria. História da literatura ocidental Vol. 4 Brasília: Senado Federal, 2008

  • CANDIDO, Antonio. O homem dos avessos. In: COUTINHO, Eduardo (Org.). Guimarães Rosa. Rio de Janeiro: INL/Civilização Brasileira, 1983. p. 294-309. [Coleção Fortuna Crítica, n. 6]

  • EAGLETON, Terry. A ideia de cultura. Tradução Sandra Castello Branco. 2 ed. São Paulo:Editora Unesp, 2011.

  • EAGLETON, Terry. Teoria da literatura: uma introdução. Tradução Waltensir Dutra. 4 ed. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

  • FURTADO, Mailson. À cidade, Varjota: Edição do Autor, 2017

  • GONÇALVES, Ana Maria. Um defeito de cor, Rio de Janeiro: Editora Record, 2006

  • KOPENAWA, David e ALBERT, Bruce. A queda do céu: palavras de um xamã yanomami. São Paulo: Cia das Letras, 2015.

  • LANDES, Ruth. 2002. A Cidade das Mulheres. Rio de Janeiro: Editora da UFRJ.

  • LÉVI-STRAUSS, Claude. Tristes trópicos. Tradução de Rosa Freire D’Aguiar. São Paulo: Companhia das Letras, 2006.

  • LIBRANDI, Marilia. (2012). Escutar a escrita: por uma teoria literária ameríndia. O Eixo e a Roda: Revista de Literatura Brasileira. 21. 179. 10.17851/2358-9787.21.2.179-202.

  • LIBRANDI, Marilia. (2014). A Carta Guarani Kaiowá e o direito a uma literatura com terra e das gentes. Estudos de literatura brasileira contemporânea, n. 44, p. 165-191, jul./dez. 2014.

  • McCARTHY, Cormac, Meridiano de sangue, São Paulo: Ed. Alfaguara, 2009

  • MONTEIRO, Krishna, O que não existe mais: São Paulo: Editora Tordesilhas, 2015

  • MIGNOLO, W. (2016). La razón postcolonial: herencias coloniales y teorías postcoloniales. Revista Chilena de Literatura, (47). Consultado de https://revistaliteratura.uchile.cl/index.php/RCL/article/view/39564/41158

  • NETO, Raimundo. Todo esse amor que inventamos para nós, Curitiba: Prêmio Paraná de Literatura, 2018

  • NODARI, Alexandre. A literatura como antropologia especulativa. Revista da ANPOLL, 2015

  • NODARI, Alexandre e AMARAL, Maria Carolina de Almeida. A questão (indígena) do Manifesto Antropófago. Revista Direito & Práxis, 2018.

  • NUNES FILHO, W., & MACHADO, L. (2018). Olhares sobre a literatura brasileira no exterior: Milton Hatoum. Opiniães, (13), 24-27. https://doi.org/10.11606/issn.2525-8133.opiniaes.2018.152841

  • NUNES FILHO, W., & MACHADO, L. (2018). Olhares sobre a literatura brasileira no exterior: Milton Hatoum. Opiniães, (13), 24-27. https://doi.org/10.11606/issn.2525-8133.opiniaes.2018.152841

  • QUIJANO, Anibal. Colonialidade do poder, Eurocentrismo e América Latina. Em: A colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais. Perspectivas latino-americanas. Buenos Aires: CLACSO, Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales Editorial, 2005. Consultado em: http://bibliotecavirtual.clacso.org.ar/clacso/sursur/20100624103322/12_Quijano

  • RIBEIRO, Djamila. O que é lugar de fala?, Belo Horizonte: Editora Letramento, 2017.

  • ROCHA, Glauber. O século do cinema, Editora Alhambra, 1985.

  • SAER, Juan José El concepto de ficción, Barcelona: Rayo Verde Editorial, 2017

  • SANTANA, Édila de Cássia Souza Santana, A descentralização do sujeito lírico em Micheliny Verunschk, São Paulo: Revista de Estudos Linguísticos, 2019

  • VERUNSCHK, Micheliny. Nossa Teresa – vida e morte de uma santa suicida, São Paulo: Editora Patuá 2014

  • VERUNSCHK, Micheliny. Eu matei a santa: devoções populares e multimediações. 2015. 192 f. Tese (Doutorado em Comunicação) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2015.

  • VERUNSCHK, Micheliny. Aqui no coração do inferno, São Paulo: Editora Patuá, 2014

  • VERUNSCHK, Micheliny. O peso do coração de um homem, São Paulo: Editora Patuá, 2017

  • VERUNSCHK, Micheliny. O amor esse obstáculo, São Paulo: Editora Patuá 2018

  • VIEIRA JR., Itamar. A oração do carrasco, Itabuna: Mondrongo, 2017

  • VIEIRA JR., Itamar. "Trabalhar é tá na luta": vida, morada e movimento entre o povo da Iuna. (Doutorado em Estudos Étnicos e Africanos), Salvador: UFBA, 2017

  • VIEIRA JR., Itamar. Torto Arado, Lisboa: Leya, 2019

  • VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo e DANOWSKI, Déborah. Há mundo por vir? - Ensaio sobre os medos e os fins, Florianópolis, Desterro, Cultura e Barbárie e Instituto Socioambiental, 2017.

  • VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. Transformação na antropologia, transformação da “antropologia”. Sopro, n. 58, Setembro 2011, http://www.culturaebarbarie.org/sopro/ n58pdf.html.

  • VIVEIROS DE CASTRO, Os pronomes cosmológicos e o perspectivismo ameríndio. Mana [online]. 1996, vol.2, n.2, pp.115-144. VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo e DANOWSKI, Deborah. Há mundos por vir?, ISA, 2014. Diversos Autores, Granta 9: Os melhores jovens autores brasileiros, São Paulo: Alfaguara, 2012.


0 visualização

© 1984-2020 por Fred Di Giacomo, entre São Paulo e Berlim.

  • Ícone do Pinterest Preto
  • Ícone do Facebook Preto
  • Ícone do Instagram Preto