Uma âncora chamada luxúria

Postado em 06/01/2016






Esse conto faz parte do meu primeiro livro “Canções para ninar adultos” e foi publicado, também, no  site PdH Lívia reluzia tanto que cegava Bruno de paixão. Tão lúcida era ela, que o fazia inseguro. Líquida, espalhava-se sobre seu corpo, derramando prazer no torso nu do rapaz que chamava de homem. Numa sala cheia, Lívia era um detalhe. Um detalhe tremendamente bonito. Seus olhos eram miúdos, a boca carnuda, os cabelos vigorosamente negros. Escondia, em meio à beleza inquestionável, sua timidez….

Continue lendo…